Dicas

 

- Um Pouco de Netiqueta

- Sete pecados capitais do profissional

- As características dos bons chefes

- Perfil do bom vendedor

- Cultive o bom humor e a alegria


Um Pouco de Netiqueta

Netiqueta (ou, do francês:"netiquette") é o conjunto de regras de etiqueta (comportamento) na Internet.

Algumas regrinhas de netiqueta facilitam a comunicação via e-mail.

1. Evite abreviaturas para não correr o risco de não ser compreendido ou mesmo mal interpretado.
2. Combine letras maiúsculas e minúsculas, da mesma forma que na escrita comum. Na Internet, escrever em maiúsculas é o mesmo que gritar.
3. "Emoticon" ou "smiley" (ícones formados por parênteses, pontos, vírgulas e outros símbolos do teclado, aquelas carinhas engraçadinhas do tipo :-)) denotam emoções. Podem ser usados, mas apenas em e-mails para pessoas amigas, e não exageradamente, do contrário a comunicação não será atingida. Evite-os em e-mails profissionais.
4. A linha "Assunto" ou "Subject" deve estar sempre preenchida com o tema tratado em sua mensagem de e-mail para que o destinatário, sobretudo quando recebe muitas mensagens por dia, possa priorizar a leitura.
5. Quando você quiser enviar imagens, documentos, planilhas, mande-os em anexo, São os chamados "attachments" (arquivos anexados ou "atachados").
6. Evite repassar correntes, alertas sobre vírus, histórias estranhas e, cuidado com os "spam" (fazer um "spamming é enviar mensagens por e-mail para dezenas de pessoas, listas de discussão ou newsgroups, não se importando com o interesse das pessoas destinatárias das mensagens.)
7. Procure sempre conferir a veracidade da fonte de alguma informação que você esteja repassando. Lembre-se também de sempre indicar a procedência da mensagem.
8. Organize-se e tente responder a todos os e-mails que são enviados a você, dentro do bom senso, evidentemente.
9. Saudação: Assim como numa carta de papel, ao começar uma mensagem deve ser escrita uma saudação: como "Olá ", "Senhor fulano "... a escolha fica a seu critério de acordo com o grau de intimidade com a pessoa.
10. Assinatura: Todas as mensagens devem ser assinadas, pois muitas vezes o programa de e-mail não identifica claramente quem a está enviando.
11. Quando você participa de alguma lista de discussão e deseja falar em particular com algum dos membros ou tratar de um assunto que não interesse aos demais participantes do grupo, faça-o em "PVT" (PriVaTe) ou privativo, isto é, escreva para o endereço particular da pessoa com quem você deseja se comunicar.
12. Faça a verificação gramatical e ortográfica de seu texto. É desagradável enviar e/ou receber mensagens cheias de erros.

* Professora de Língua e Literatura Portuguesa, Técnicas de Redação e Lingüística, formada pela P.U.C./SP.

Sete pecados capitais do profissional

Por José Antônio  Rosa*

   Quem está numa equipe não pode cometer certos deslizes.  Esses comprometem a eficiência do grupo e voltam-se com força dobrada contra o  pecador. Os sete pecados capitais do membro de uma equipe são: 

Fazer  corpo mole - Deixar o trabalho para os outros, pega mal, muito mal. Não adianta  ter boas desculpas, disfarçar, que todos percebem imediatamente qualquer menor  sinal de corpo mole. Desleal para com os colegas, o corpo mole queima (ou  melhor: torra) a moral do pecador. Como a vida é dura para quem é mole, ele  acabará colhendo resultados desastrosos.


Alienação - Estar dentro do grupo e manter-se psicologicamente fora é péssimo. Ou se sai do grupo, ou se compartilha seus objetivos e esforços. Os colegas se sentem rejeitados pela pessoa que se mantém altivamente "superior" às coisas do grupo. Essa pessoa causa a impressão de que o grupo não a merece. Ou que gostaria de pertencer a outro grupo mas não conseguiu.


Deslealdade - Ser desleal com o grupo é falar mal dele quando se está fora, por exemplo. É usar de expedientes injustos para desmerecer os feitos do grupo, atrapalhar seus objetivos, comprometer seus esforços. Se o grupo está caminhando por uma trilha que o indivíduo não aprova, ele tem de agir no sentido de influenciar os colegas, isto sim. Fingir aceitação e agir por trás é covardia.


Postura "do contra" - Há pessoas que são "do contra" permanentemente e cronicamente. Ser contra uma idéia, um plano, uma estratégia qualquer é necessário e bom, quando se visa o melhor para a equipe. Ser contra abobrinhas só para manter-se crítico é estupidez.


Formação de panelinhas - Todos temos preferências e temos direito a elas. Porém, traduzir isso em "panelinhas" ou pequenos grupos de apoio mútuo e exclusão de terceiros, no ambiente de trabalho, é péssimo. As preferências devem guardar-se no plano pessoal e as relações de trabalho devem ser objetivas, isentas e adultas.


Romance - Algumas empresas são mais flexíveis, outras são menos, quanto ao namoro no trabalho. Independente de políticas da empresa, porém, as relações íntimas sempre foram e serão perigosas, por despertar simpatias especiais e privilégios, além de inveja, ciúmes. Manter uma postura espartana usualmente é melhor para todos, mas, se o namoro for inevitável, para a saúde do relacionamento é preferível que ambos sejam de áreas diferentes na empresa ou que um dos dois procure trocar de área ou emprego.


Fofoca - A fofoca e a formação de "rádio corredor" no interior de um grupo começa logo a solapar a produtividade e a moral da equipe. Os fofoqueiros devem ser combatidos com a comunicação clara e transparente.


*José Antônio Rosa é professor de pós-graduação em Administração no Instituto Nacional de Pós-Graduação, jornalista, editor e consultor da Manager Assessoria em Recursos Humanos.


As características dos bons chefes

   Parceria: O chefe ideal guia mais do que comanda, lidera mais 
   por competência e menos por imposição.

   Tato: são capazes de conter ou diluir comentários  ações 
   desconfortáveis. Amenizam situações de conflito e 
   demonstram cordialidade mesmo em situações difíceis.

   Emocional: possuem estabilidade emocional. Sabem avaliar  
   situações com seriedade, antes de assumir 
risco.Não são 
   apostadores e arriscam com moderação.

   Habilidades: é um bom comunicador oral e escrito. Fala, gesticula e 
   escreve de forma clara e lógica.

Empatia: despertam empatia, o que requer uma pitada de humildade, rir de si próprio, saber quando esta errado,pedir desculpas e perdoar.

Conhecimento: conhece a fundo a missão e os objetivos da empresa e sabe passa-los aos funcionários.

Visão: gerenciam o presente e visam o futuro.

Flexibilidade: transforma ameaças em oportunidades.

Motivação: cria na equipe a paixão pelos resultados.

Gestão: facilita o aparecimento de novos lideres dentro da equipe.

União: mantém as equipes integradas e comprometidas.

Evolução: Evolui sempre por meio de leitura e discussões.

Valorização: Dá valor as pessoas e tem a certeza de que o ser humano, seu talentos, é realmente o 
maior bem da empresa.

Dialogo: Procura conhecer o pensamento de cada um dos integrantes da equipe de modo a fortalecer 
seus agrupamentos.

Reconhecimento: Reconhece e recompensa a equipe, quando os objetivos forem atingidos.

Respeito: Não espera que a equipe exceda e seu próprio potencial.

Exemplo: Não pede que as pessoas façam o que não faria. Sabe que seus subordinados trataram os 
clientes da mesma forma que são tratados.

Dedicação: Não hesita em aceitar vários trabalhos dentro da empresa, mesmo que estes não 
signifiquem nenhuma subida na hierarquia.

Atualização: Visita feiras e participa de conferencias ou seminários profissionais.


Perfil do bom vendedor

   Para fechar negócios, é preciso satisfazer o cliente. O bom 
   vendedor sabe disso e segue alguns princípios bem simples.  
   Confira: 


      -
Sabe analisar as necessidades do Cliente. O produto 
         oferecido deve se encaixar nestas necessidades;
      -
Conhece e é usuário dos produtos que representa. Isso é
         essencial para apresentar suas qualidades;
      -
Saber ouvir o cliente, e fala na hora certa;
   -
É fã do produto que vende, e acredita que tem nas mãos o melhor a ser oferecido ao Cliente;
   -
Tem poder de persuasão, fecha o negócio;
   -
É honesto. Jamais mente para levar vantagem;
   -
Percebe a hora certa de mudar de estratégia. Não adianta insistir quando sabe que não vai chegar 
      a lugar algum;
   -
Não abandona o cliente depois da venda. A assistência faz parte do bom atendimento;
   -
Está atento às oportunidades para não perder um bom negócio;
   -
Tem disposição para trabalhar em qualquer horário. Sempre há uma oportunidade de se fazer 
      negócio;
   -
Tem jogo de cintura. O bom humor resolve até mesmo as situações mais desagradáveis;

   - Investe na sua formação profissional, participando de cursos e treinamentos.


Cultive o bom humor e a alegria


   1- FUJA DOS PESSIMISTAS : Existem funcionários que sentem 
   prazer em falar mal do chefe, da empresa, do salário, de tudo.
   Evite-os. Conversas desanimadoras podem acabar com seu 
   dia.

   2- ADMINISTRE SEU TEMPO: Não cumprir prazos ou chegar 
   atrasado nos compromissos deixa qualquer um nervoso.  
   Organize-se.

   3- SEJA EDUCADO: Tenha o hábito de cumprimentar não só os
   colegas de trabalho, mas quem cuida da empresa como a 
   faxineira, o vigilante, etc.

4- CONTROLE-SE : Se alguém o tratou mal no serviço, nada de revidar. Dê um tempo, esfrie a cabeça 
    e depois, mais calmo, converse educadamente com a pessoa.

5- AJUDE: Ofereça sua ajuda a um colega de trabalho que está com dificuldades no serviço ou passa 
    por problemas de saúde ou está triste. Esse gesto fará bem aos dois.

6- PERDOE: Uma ligação não retornada, um pedido não atendido, uma resposta mal dada. São 
    pequenas coisas que aborrecem e entristecem. Não esquente a cabeça. Lembre-se de que as 
    pessoas são falhas, assim como você.

7- CUIDE-SE: Não há ambiente de trabalho agradável que resista a dores no corpo e mal estar.  
    Procure se alimentar bem e pratique alguma atividade física.

8- SORRIA: Quando vier um problema no serviço, ao invés de se descabelar, tenha jogo de cintura, o 
    bom humor resolve até mesmo as situações mais desagradáveis . Cara emburrada afasta tudo: 
    amigos, oportunidades, bons negócios, um amor,etc.

9- PROGRAME-SE: Boa parte de seu desempenho no serviço dependerá do seu estilo de vida. Saia com 
    os amigos, assista a um bom filme, caminhe na praia, vá ao shopping, ligue para alguém querido, 
    etc.

10- AUTO-ESTIMA: Um bom corte de cabelo, uma roupa nova, um perfume diferente podem fazer uma 
      diferença muito grande em seu humor. Só cuidado com o consumismo.